Um Nariz no Mundo!

Posts Tagged ‘Gastronomia

Prometido há duas semanas os posts novos, saindo com atraso o primeiro deles.

Há um tempo fizemos lá na Anhembi um evento e foi servido esse canapé de kani e dill feito por mim e pela Bia do Trivial ou Nem Tanto. Ficou leve, mas saboroso. É fácil de fazer e dá pra servir em qualquer reunião, evento, acompanhando uma entrada.

.
Canapé de Kani e Dill
Foto: Lula
.
canapes de kani e dill
.
.
Ingredientes::
– Pão de forma – Kani – Ricota – Cream Cheese – Sal – Pimenta do reino – Dill
Preparo::
– Com um vasador, corte as fatias de pao de forma no formato de um canapé. Asse até dourar.
– Em um mixer, bata todos os outros ingredientes, menos o dill, até criar uma pasta.
Ps.1: Cuidado com a quantidade de cream cheese, é para formar uma pasta consistente, muito cream cheese pode deixar ‘mole’.
– Com um saca-puxa e bico na forma q preferir, faça 2 voltas e puxe o creme sobre as torradinhas.
– Finalize com kani e dill – como está na foto!
Ps.2: DELICIA!
Anúncios
Fim de semana chegando e posts novos também. São 3 nesse fim de semana, sendo 100% receitas produzidas, testadas, provadas e aprovadas por mim e uma a 4 mãos com a Bia do Trivial ou Nem Tanto. Bom dos três posts é que cada um tem um estilo, um pra festa e coqueteis, o segundo pra quando você não tem tempo de nada ou saco mesmo, mas quer comer bem e o terceiro é mais familia, mais domingo, mais tesudo na minha opinião!
Sábado a noite aqui no blog!
Acompanhe pelo twitter! @umnariznomundo
 

DSC03904 copy2

Ontem consegui entregar minha ficha de inscrição com fotos e ficha técnica pro Concurso do Prime Burge/Anhembi Morumbi!

Parece que nao tem muitos inscritos, mas só 5 serão selecionados, espero que eu seja!

Eu fiz um crumble de banana com sorvete da Haagen Dazs de macadamia e caramelo de rapadura que fica bem leve e diferente de rapadura pura!

Divirta-se em casa!

Crumble de Banana com sorvete de macadâmia e caramelo de Rapadura.
Foto: Lula

DSC03884

Ingredientes ::

Recheio – 4 bananas da terra + 2 colheres de sopa de açucar refinado + Canela em pó a gosto.

Farofa – 100g de manteiga + 250g de farinha de trigo + 5 colheres de sopa de aveia em flocos + 2 colheres de sopa da açúcar refinado + 1 1/2 colher de sopa de açúcar mascavo + canela em pó a gosto.

Obs.: Se preferir, pode colocar cravo, baunilha e mel no recheio.

Preparo::

Recheio – Cortar a banana em rodelas e misturar tudo. reservar.

Farofa – Misturar tudo com os dedos até virar uma farofa.

– Em uma forma untada e enfarinhada, colocar metade da farofa + recheio + a outra metade da farofa por cima. Levar ao forno a 200°C ate dourar.

Obs.2: Sempre veja como está o crumble para que nao fique seco!

– o –

Toda 2ª segunda de cada mês acontece na Livraria Cultura do Conjunto Nacional na Av Paulista (esquina com a Augusta) a mesa redonda Entre Estantes e Panelas!

Como curadores, Dória e o Atala, dois que se fosse sempre só os dois, ja daria pra fazer varios e lotando todas as vezes, mas a cada mesa novos convidados e temas.

O primeiro, e pra mim foi o melhor, com tema “O que é a cozinha brasileira?“, participando Alex, Mara Salles e  o Dória. Também já teve “Peixes Amazônicos” e agora o quarto sobre “Blogueiros da Alimentação”.

Como eu fui no primeiro, anotei tudo, perguntei e agora posto que que rolou..

doria e atala

– Opiniões deles sobre cozinha brasileira:

Alex: A gastronomia brasileira está na hora de discutir e não de separar (citando intrigas que criam entre chefs, ex.: Alex e Sudbrack sobre quiabo) já que é emergente e são poucos que fazem cozinha honesta… Pratos de conhecimento geral não caracterizam a cozinha local… O Brasil não tinham apreço pela nossa gastronomia.. Compre produtos que valorizem regiões e que sejam ecologicamente corretos.

Mara Salles: Tropeiros são responsáveis pela expansão do arroz, feijão, mandioca e milho… A cozinha brasileira que tem propriedade para referenciar a gastronomia brasileira é a do fogão a lenha… O futuro da cozinha brasileira não é previsível e como falar de terroir no Brasil, se há 20/30 anos onde se tinham produtos da terra, hoje não resta nada além de cana e soja.

“Não me expresso tão bem quanto os antropólogos, mas eu sei cozinhar!” – Rebatendo o Dória e uma antropóloga convidada.

Dória: Cozinha nacional não é a somatória de várias cozinhas regionais. E sim um conceito nacional de cozinha.

– – –

No final do evento, perguntas foram feitas e eu fiz a seguinte: “Assim como o Dória disse que os indios não deveriam ser considerados brasileiros, então porque chefs procuram e se inspiram em alimentos e costumes indigenas pra criar uma nova cozinha brasileira?”

Depois de um silencio na mesa, Alex resolveu responder e disse: Quando se cria um conceito, vc vai fazer ele existir. Eu criei uma mentira que virou verdade. Quando comecei, fiz dos produtos amazônicos e indígenas os verdadeiros produtos brasileiros.

Mara Salles tambem respondeu em seguida e disse que essa febre por produtos do Norte começou há 10 anos, mas acredita que seja mais uma intenção estrangeira por conhecer as cozinhas dos índios do que dos brasileiros.

 

É isso, segunda 14/09 tem mais um e vou lá, quem quiser ir, melhor chegar com antecedencia por que precisa retirar sua senha.

 

– o –

 

 

Hoje começou o Restaurant Week, pra mim, que trabalho no Bistro Chez Fabrice na Vila Madalena, amanhã é o dia D, mas ja estamos mais corridos desde semana passada!

Kilos e Kilos de Robalo, salmão, batatinhas torneadas (pior castigo), molhos, couverts, vieiras, e todo o resto.

O restaurant week nada mais é do que um festival gastronomico em que os restaurantes ganham visibilidade e parte dos ganhos vai para Fundaçao Açao Criança.

Quem estiver por SP nessas duas próximas semanas aproveite, mas antes entre no site http://www.restauranteweek.com.br e dá uma olhada nos cardápios. Alguns são realmente impressionantes, até por que por 27$ o almoco com entrada, principal e sobremesa, tem lugares que dão show, enquanto outros, é melhor passar nem pela porta!

Recomendo::

Chez Fabrice, nao pq eu to lá, mas por que realmente é muito bom.
Brasil a Gosto, Ana Luisa Trajano mandou muito bem na escolhas dos pratos e nessa semana já vou fazer uma reserva pra almoçar la.
Mocotó, com  Rodrigo Oliveira no comando, só nao posso ir pq é longe e tenho pouco tempo antes de entrar no restaurante.. mas quem tiver como ir, não perca tempo!!
Boa Semana e Bom Restaurant Week pros participantes e pra quem aproveitar!
Lula

Twitter ha um mês me parecia mais uma moda que chegou mas que em pouco tempo já taria longe da proposta inicial.

Mas era mesmo.. talvez seja! O problema é que depois que voce comeca a usar, vicia!

Percebi que gandres chefs e restaurantes estão usando pra divulgar e chamar clientes pro restaurante.. Demais!

Tenho seguido alguns, mas de longes a melhor twitteira é a Roberta Sudbrack, com milhooooes de twittadas por dia, comentando sobre o dia da cozinha, como anda os preparativos pra abertura do restaurante, os famosos mangaritos que tiveram uma viagem complicada ate chegar no cardapio do ‘RS’.

Alem dela tem o SALGastronomia, que diferente da ROberta, só posta de vez em quando, mas quase sempre é mostrando os problemas da cozinha do SAL, restaurante que ta ganhando espaço em SP.

@salgastronomia o que fazer com a briga da brigada?

RobertaSudbrack Hoje ainda tem mangaritos…preparando o ravióli amanteigado de mangaritos em três texturas…até semana que vem ainda teremos, depois…

Twitters:: SAL / RobertaSudbrack / UmNarizNoMundo

Arquivos

Visitas

  • 23,288 acessos
website counter